Sobre mim


Clicar na foto


BEM VINDOS


Olá a todos!


Curiosidade e curiosidade humana


A curiosidade é a capacidade natural e inata de tentar saber, de conhecer, de aprender e é evidente pela observação de muitas coisas. A curiosidade faz parte do instinto humano, pois faz com que um ser explore o universo ao seu redor compilando novas informações às que já possui. Também se designa desse modo qualquer informação pitoresca. A curiosidade é mais uma característica do instinto animal.

A curiosidade humana é o desejo do ser humano de ver ou conhecer algo até então desconhecido. A curiosidade, porém, quando ultrapassa um limite pré-estabelecido pela ética social, como por exemplo a invasão de espaço alheio, pode ser reprimida. Alguns termos populares podem designar alguém demasiadamente curioso: intrometido, cusco, intruso e bisbilhoteiro.


A curiosidade matou o gato


Este velhinho ditado popular, é usado na grande maioria dos casos com segundo sentido.

É usado para alertar as pessoas para não serem curiosas em demasia, pois pode dai advir algum mal.

Segundo as mais variadas informações, nasceu na Europa da idade média. As pessoas gostavam dos gatos, mas achavam que os gatos pretos traziam consigo o azar ou a má sorte. Preparavam diversas armadilhas com objetos estranhos, chamando à atenção do felino curioso, levando quase sempre o gato à morte.

Devemos ser curiosos quanto baste mas não demasiadamente. Não devemos meter o nariz onde não é chamado. Assim se diz frequentemente a quem é "cusco" ou "besbilhoteiro".

Faz parte da essência humana ser curioso, seja para o bem ou para o mal. Levar longe demais a curiosidade, pode dar maus resultados.

Porque não falamos de outra maneira? "A curiosidade matou o cão". Ficamos sem o cão! Vamos à caça com o gato. "Quem não tem cão caça com o gato".

Aventuras desnecessárias como as do gato, pode acarretar muitos problemas.

Em publicidade deve-se levar a curiosidade ao extremo. A produção em larga escala de conteúdos, obriga os profissionais a estarem atentos a tudo. É preciso manter-se bem informado, e para isso é necessário "chafurdar".

Profissionalmente seja curioso. "Vasculhe", "chafurde", investigue, seja "cusco" e "bisbilhoteiro" se for necessário. Mas seja leal.

Abraços

 

Comente - Clique aqui